Médica deixa o hospital e vai para presídio feminino.

1

dinoermerson_vival-amaral
A médica Kátia Vargas, 45, acusada pela polícia como responsável pelo acidente onde matou os dois irmãos Emanuel e Emanuele Dias na última sexta-feira (11), na Avenida Oceânica, em Ondina, deixou o Hospital Aliança e saiu bastante abatida, chorando e com um terço nas mãos. Ela entrou numa viatura da polícia e seguiu para o presídio feminino, em Mata Escura. Durante a sua saída, alguns populares mais exaltados gritaram frases de protesto, enquanto familiares de Kátia choravam. 

No início da manhã, a delegada titular Jussara Souza,  da 7ª delegacia, no Rio vermelho, que apura o crime,  se reuniu com a sua equipe para definir a estratégias de retirada da médica do hospital. Três gentes, usando coletes a prova de bala, seguiram para o hospital num carro comum.

Dois advogados da família acompanham a movimentação na delegacia. Já no hospital, os familiares da médica esperam o desfecho do caso, assim como o advogado de defesa Vivaldo Amaral.

Confira saída a médica acompanhada do Advogado Vivaldo Amaral junto ao advogado Dinoemerson Tiago Nascimento:

 

Informações do Varela Notícias.

Compartilhar.

1 Comentário

  1. Enquanto n acabar essa de quem tem dinheiro e posiçao social. Esses fatos sempre vai acontecer tem q acabar com isso de formaçao social ter determinado privilegio. Essas pessoas e qm deveria ter uma pena maiores pelo fato de ser destacadas como especiais, diferentes por ter uma classe social e abastecidas financeiramente n tem nenhum motivo para esta nervosas serem mas equilibradas. Eu n vejo diferença de crimes se o monstro tenha ou n tenha dinheiro o ato a monstruosidade e; a mesma entao esta na hora de acabar com os privilegios. Essa dela esta; arrependida ou chorando ou vai se matar estrategia da defesa.Nao deixe q se alongue o julgamento pq outra estrategia pra cai no esquecimento popular um julgamento rapido, e, ver se ela n ta tendo regalias la dentro.

Deixe uma resposta