ASPRA – Feira de Santana: Medidas jurídicas contra a escala do Carnaval/2013

3

A direção jurídica da ASPRA, Regional Feira de Santana, informa aos seus associados que já está tomando as medidas jurídicas cabíveis contra a escala do Carnaval/2013 para policiais do interior do estado que foram convocados para trabalhar na capital baiana.

Segundo o diretor jurídico da ASPRA – FS, Fábio Moraes, a escala é uma aberração, pois a mesma não existe no estatuto, tão pouco coaduna com a última portaria administrativa do Comando Geral da corporação que trata sobre escalas e regime de horários. Ainda segundo o diretor, o policial é convocado com 3 horas de antecedência , respondendo a mais 8 horas de serviço efetivo no carnaval, somado a mais 2 horas de retorno para o interior, no caso específico de Feira de Santana, o que totalizam 13 horas de serviço.

A ASPRA – FS, solicitará judicialmente que os valores repassados sejam revistos e reajustados, pois os valores corretos deveriam passar pelo seguinte cálculo: Somar a GAP ao soldo, dividir por 160 horas e acrescer mais 50% no valor total, por se tratar de horas extras que extrapolam a diária de serviço paga. Atentando-se para os devidos adicionais noturnos aos que concorrerem à escala noturna.

Fonte: Diretoria Jurídica da ASPRA – Regional Feira de Santana

Compartilhar.

3 Comentários

  1. Venho relatar a vergonha que na Copa das Confederações, pois os pms do Pelotão Asa Branca que foram reforçar o policiamento no Esquadrão Águia não receberam o valor da diária correto. O primeiro grupo trabalharam 84 horas e receberam 16 horas,nem ticket receberam. Já a cavalaria de Fsa que da mesma Cia/CPRL recebeu ticket, ninguém consegue entender. E ficou por isso mesmo. Agora o CPRL mandou mudar da camisa branca para marrom café, de boné para boina; só que todo dia muda fardamento e subsídio que recebemos no contracheque não é suficiente. E muita coisas mais…Fica a reflexão!!!

  2. olá companheiros da aspra venho falar do deslocamento da unidade que temos direito e a pm não paga , sendo que a policia civil recebeu ,outro assunto é a cet que ja esta defazada
    enquanto a policicia civil foi aumentada e a pm continua baixa se as condiçóes de trabalho é a mesma por quê não entrar em um acordo com o governador pagar o mesmo dos PC

  3. Isso (abuso nas escalas) é rotina em Juazeiro, aqui PO trabalha de segunda a sexta um dia no final de semana e paga hora, O detalhe é que Oficiais não pagam e os adms tambem não, Precisamos de vcs aqui já que as associações daqui são fracas e o pior as vezes tem vinculos com oficiais superiores. dentre outras escalas que nunca existiram em lugar algum, estamos sendo massacrados!!!!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.